terça-feira, 7 de julho de 2015

Como terminar uma fanfic

The End?



O terror de muitos escritores (leitores também) é chegar a um ponto da história em que simplesmente não sabem o que fazer. Não sabem para onde vai caminhar o enredo, ou sabem, mas não conseguem colocar no papel, ou ainda sabem e já colocaram no papel mil vezes, mas cada vez que reescrevem parece ficar pior. Pois, se você é uma dessas pessoas, nada tema, escritos com bloqueio.
Aqui vão algumas dicas de como terminar uma história.

1) Foco total: Um problema que eu mesma enfrento direto é a falta de foco. Não que fique "viajando" na história ou coisa assim, dificilmente foco nela. "Focar" não ser refere só a parar tudo o que esticar fazendo (o que é uma boa e você deveria começar por ai" e escrever. O bloqueio em uma história muitas vezes nos faz pensar em outras coisas e ter novas ideias, compor novas fanfics ou romances na cabeça.
E, se você acabar cedendo e iniciar uma nova história, vai ficar tudo mais difícil. Já é complicado lembrar tudo sobre um enredo, imagine dois, três, quatro... (falo por experiência própria...) Trabalhar em várias histórias ao mesmo tempo acaba fazendo você perder o fia da meada em cada uma, além de apagar aqueles mínimos detalhes que você tinha imaginado com todo o cuidado do mundo, simplesmente porque fica coisa demais para pensar. Nesses casos, anotar as ideias em detalhes e de maneira organizada ajuda bastante, mas é sempre mais fácil trabalhar em uma trama grande e complexa por vez.

2) Seu tempo vale outro: Essa, em parte, complementa o primeiro item. Basicamente, para escrever uma história, você precisa de tempo. A pesquisa, o planejamento, a escrita propriamente dita, todos são processos que demandam mais do que cinco minutos do seu dia. Fica difícil se concentrar em uma história se você não gasta um tempo razoável nela e, obviamente, se nunca parar para escrever, nunca vai terminar nada.

Escrever todo dia é um bom exercício. Você não precisa necessariamente produzir 10.000 palavras por dia (já vi artigos dizendo que esse é o mínimo que um escritor profissional deve escrever diariamente), mas fazer disso um hábito vai te manter constantemente conectado ao universo da história, aos diálogos, aos personagens, aos próximos acontecimentos do enredo. Isso também evita aqueles longos e torturantes minutos que passamos encarando uma página em branco no Word.

3) Vou escrever, vou escrever, vou escrever... : Apagar também faz parte do processo da escrita. Aliás, diria que é a maior parte dele. Acredito que nenhum livro seja passado para a edição sem ao menos uma modificação, um capítulo reescrito pelo autor, às vezes o livro todo.
Ninguém acerta de primeira, e sempre dá para melhorar alguma coisa. Se estiver preso em um capítulo que, não importa o que você faça, não fica bom, continue tentando.
Deixe os pensamentos fluírem e escreva sem compromisso. Abandone o texto por um dia ou dois e volte. Por pior que esteja, a gente sempre consegue aproveitar uma frase ali, outra aqui. Quando menos esperar, você terá o trecho inteiro que estava te travando.

Só abro espaço aqui para uma observação: um texto pode ser reescrito e melhorado eternamente, mas é preciso saber a hora de parar. Perfeição é s´um contexto abstrato, e você tem mais capacidade que qualquer um para dizer quando um texto seu atingiu o nível desejado. Além do mais, se ficar sempre editando e editando, vai ser complicado terminar a história.

4) Se ninguém comentar, eu juro que não escrevo mais: No mundo das fanfics acontece muito isso, porém, para escrita em geral, a ideia acaba sendo a mesma: escreva porque você quer, apenas isso. Nada influencia mais o andamento de uma história que um autor desinteressado.
Como você vai se dedicar ao capítulo, parar por extensas horas só para pesquisar sobre um acontecimento na Inglaterra do século 18, se já perdeu o ânimo?

Parece ruim, mas, se você já perdeu o interesse pela história e não quiser mais escrever, simplesmente não escreva. Obrigar-se a isso, no máximo, vai te encaminhar para um final decepcionante. Ou mesmo um enredo inteiro. As ideias brilhantes que você teve para essa história podem ser utilizadas numa próxima e o mesmo vale para diálogos, personagens, descrições...

Caso a pressão para terminar vier de fora, ignore-a. Não se deixe influenciar pelos outros, sejam leitores ou seus amigos. Quem escreve é você, quem vai ter que terminar a história é você. Não há nada de mau ou vergonhoso em abandonar uma história.

5) Feche seu caderno e faça outra coisa: Essa vale para outros tipos de bloqueio também. Parece ser só de sacanagem, mas, quanto mais pensamos em algo, menos nossos cérebro consegue realmente se concentrar naquilo.
Pensar excessivamente na história só vai te trazer aquela raiva ingrata por não conseguir avançar nela. Pare de vez de escrever e assista a um filme ou seriado. Ouça alguma música. Saia de casa. Vá viver. Seu humor e experiência de vida têm um peso grande na produção de uma história.
Você pode interpretar acontecimentos de forma diferente, conduzir diálogos e personagens de maneiras inusitadas, com base em situações que já viveu e em como se sentiu nelas. E se distrair e relaxar por um tempo sempre recarrega nossas forças para voltar ao trabalho.

Isso, por enquanto, é tudo que eu tenho para falar sobre como encerrar uma fanfic. Espero ter ajudado.
Até o próximo post.
Beijos da Ana.